Buscar
  • AVG IMÓVEIS

É possível financiar um imóvel de leilão da Caixa?

A Caixa aceita somente o próprio financiamento e em cada anúncio de imóvel no site você poderá conferir se o imóvel em questão permite o uso do FGTS. As regras para o financiamento do imóvel mudam de acordo com as permissões ou restrições anunciadas na página do imóvel.



Qual a renda mínima para financiar um imóvel pela Caixa?

A renda necessária para financiar um imóvel da Caixa depende do valor do imóvel. Por isso, é muito importante que você faça a simulação no site da Caixa para ter uma ideia de quanto será necessário para dar entrada e saber os valores das parcelas.

Veja como fazer a simulação de financiamento pelo site.



As simulações do site da Caixa não têm validade. Por isso, prefira ir à uma agência ou solicite ajuda a um correspondente bancário.

O que pode reprovar um financiamento imobiliário da Caixa?

Existem vários fatores que podem reprovar um financiamento imobiliário na Caixa, pois as regras mudam constantemente. Desses fatores aquele não muda é ter pendências no SPC ou no SERASA, pois assim como outros bancos, a Caixa também faz essa pesquisa. O mais - importante é que a sua renda seja compatível com o valor do imóvel. Atualmente, você só pode comprometer até 30% da sua renda mensal.


Quem já teve o nome sujo pode fazer financiamento na caixa?

Depende. Se o seu nome está limpo no momento então a chance de você conseguir um financiamento é muito maior. O que a caixa leva em consideração para aprovar o financiamento é o seu score. Quanto maior for o seu score, melhor a sua chance de conseguir o financiamento. Por isso faça a consulta grátis no SERASA para saber o seu score.


Quais são as taxas de financiamento da Caixa?

A Caixa tem vários tipos de financiamento e cada um deles possuem taxas diferentes. Entretanto, algumas taxas são constantes para todas as modalidades de financiamento da Caixa.

Vejas as taxas mais comuns para a realização do financiamento na Caixa.


· Taxa de juros nominais. Essa é a principal taxa do seu financiamento. Ela não muda com o tempo, ou seja, a quantidade de parcelas não afeta essa taxa. Ela deve ser mencionada no seu contrato de financiamento. Ela também é a base para a realização da conta que definirá a sua prestação.

· Taxa de juros efetivos. Essa taxa refere-se ao impacto da quantidade de parcelas do seu financiamento. Seu financiamento é feito através de juros compostos e quanto mais parcelas, maior será a sua taxa de juros efetivos. Você pagará a taxa de juros efetivos e não a taxa nominal.

· Custo efetivo total. Este seria a soma de todos os custos do financiamento tanto operacionais como financeiros.

Custo Efetivo de Seguro Habitacional. Esse é o valor do seguro obrigatório para a realização de qualquer financiamento imobiliário. Seu valor depende da idade do mutuário. Quanto mais idade o mutuário tiver, mais caro será seu seguro. Esse custo também está embutido no valor do CET (Custo efetivo total).

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo